Arquivo do blogue

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Nossa Senhora Aparecida em Fátima “Duas festas que se abraçam” t 6ª Aparição de Nossa Senhora “O Milagre do Sol

 
 
13 de Outubro
No Brasil, hoje comemora solenemente a Festa de Nossa Senhora Aparecida. A devoção teve inicio no ano de 1717, e é hoje uma das maiores festas dedicadas no país, sendo também Nossa Senhora Aparecida a padroeira do Brasil.
Do outro lado do oceano, também dá se inicio hoje as solenidades festivas à Nossa Senhora de Fátima, que desde as aparições de 1917, que aconteceram durante seis meses consecutivos vem sendo cultivado momentos celebrativos, cujo o foco é atualizar a mensagem que Nossa Senhora confiou as terras portuguesas de forma especial, aos três Pastorinhos Francisco, Jacinta e Lúcia.
Como temos feito todos os meses, vamos conhecer melhor como ocorreu a última aparição de nossa Senhora em Fátima acompanhado do Milagre do Sol.

Debaixo de uma forte chuva e cercados por uma multidão de mais de 70 mil pessoas, a Cova da Iria tornou-se palco do mais belo espetáculo atmosférico, jamais visto até hoje.
“Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra,
que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre
a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar
e os militares voltarão em breve para suas casas.
- Eu tinha muitas coisas para Lhe pedir:
se curava uns doentes, se convertia uns pecadores, etc.
Uns, sim: outros, não. É preciso que se emendem,
que peçam perdão dos seus pecados.
E tomando um aspecto mais triste:
Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor,
que já está muito ofendido.
E abrindo as mãos, fê-las refletir o sol, prometido três meses antes, como prova da verdade das aparições de Fátima. Pára a chuva e o sol por três vezes gira sobre si mesmo lançando para todos os lados feixes de luz e de várias cores. Parece a dada altura desprender-se do firmamento e cair sobre a multidão. Após dez minutos de prodígio, tomou o sol o seu estado normal. Entretanto, os Pastorinhos eram favorecidos com outras aparições.
Desaparecida Nossa Senhora na imensa distância do firmamento, vimos ao lado do sol, São José com o Menino e Nossa Senhora vestida de branco, com um manto azul. São José com o Menino parecia abençoar o Mundo, com um gesto que fazia com a mão em forma de cruz. Pouco depois, desvanecida esta aparição, vi Nosso Senhor e Nossa Senhora que me dava a idéia de ser Nossa Senhora das Dores. Nosso Senhor parecia abençoar o Mundo da mesma forma que São José. Desvaneceu-se esta aparição e pareceu-me ver ainda Nossa Senhora em forma semelhante
a Nossa Senhora do Carmo”.

(Memórias da Ir. Lúcia)

Assim encerrou-se o segundo ciclo das aparições em Fátima, que aconteceram durante seis meses seguidos de Maio a Outubro de 1917.

Como Francisco faleceu em 1919 e Jacinta em 1920, Lúcia passou a ser então, a única vidente dos três Pastorinhos com a missão de levar as mensagens de Nossa Senhora até os confins da terra. Portanto, todo o contexto das aparições e da mensagem de Fátima, ficou registrado em dois livros que a próprio punho da irmã Lúcia foram escritos. “Apelos às Mensagens de Fátima” e “Memórias da Irmã Lúcia”.

Marcelo Pereira

fonte:http://blog.cancaonova.com/fatimahoje/

Sem comentários:

Enviar um comentário